Cultura | 27 de março de 2017

Senhor do Bonfim promove debate sobre Políticas Culturais

A Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim, por meio da Secretaria de Cultura – SECULT, em parceria com o Conselho Estadual de Cultura da Bahia, realizou durante os dias 24, 25 e 26 no Centro Cultural Ceciliano de Carvalho e Centro Juvenil de Ciência e Cultura, o encontro de formação que teve como tema: “Políticas Culturais no Território Piemonte Norte do Itapicuru”. O objetivo do encontro foi à descentralização das políticas culturais, e o fortalecimento do programa Municípios Culturais, além de aproximar o Conselho Estadual de Cultura (CEC) das cidades baianas.

O Secretário de Cultura, Rodrigo Wanderley falou sobre a realização do encontro cultural no município. “Estamos aqui reunidos para discutir o CPF da cultura. O que é o CPF da cultura? É o conselho municipal de cultura, plano municipal de cultura e fundo municipal de cultura. Trazer pessoas de todo o território é uma forma de alavancar a produção dos selos municipais. Agora no governo do prefeito Carlos Brasileiro tomamos isso como fundamental para garantir a diversidade cultural do município e os artistas locais possam de qualificar e mostrar sua arte fora de Senhor do Bonfim”, concluiu.

O evento contou com a participação do presidente do conselho estadual de cultura – CEC, Márcio Ângelo Ribeiro, do seu vice, Emilio Tapioca, além de conselheiros e convidados. Durante os dias de realização do encontro foram debatidos junto aos conselheiros diversos temas importantes entre eles: a mobilização dos territórios para a criação dos sistemas municipais de cultura, a importância do investimento público na cultura, os desafios dos municípios diante do atual cenário político, econômico e cultural do pais, patrimônio histórico/cultural, Lei Orgânica da Cultura, Pró-Cultura e Lei Rouanet.

Em seu discurso o presidente do CEC, Márcio Ângelo Ribeiro, reafirmou que a “itinerância” do Conselho é uma estratégia significativa no estreitamento das relações entre a política pública estadual e municipal de cultura. “O envio de integrantes do Conselho Estadual como orientadores numa iniciativa municipal é um fator importantíssimo na convergência de ações e discussões que promovem, configuram e aprimoram o Sistema de Cultura”, explicou. Além de Márcio Ângelo Ribeiro, os conselheiros de cultura Ana Vaneska, Jorge Carrano e Pawlo Cidade também participaram do encontro.

VEJA TAMBÉM

Palestra de Orientação aos ambulantes

Comunicado a todos os vendedores ambulantes, cadastrados para comercializar no CARNAVALITO 2017

leia mais...