Cidadão | 1 de junho de 2017

Nossa história é retratada durante desfile cívico dos 132 anos.

A prefeitura de Senhor do Bonfim por meio das secretarias de educação – Semed e Secretaria Municipal de Cultura – Secult e em parceria com Universidade do Estado da Bahia – UNEB, Campus VII e Grupo de Pesquisa e Extensão em Artes Cênicas do Semiárido Brasileiro –GRUPANO promoveu na manha deste domingo, (28) um magnífico desfile cívico, celebrando os 132 anos de emancipação política de Senhor do Bonfim.

Festa deste ano teve como tema: “Bonfim: Um Museu de Grandes Novidades” foi idealizado pelo professor Dr. Reginaldo Carvalho tendo como objetivo levar estudantes e a população em geral a uma viagem no tempo, mostrando lugares e contando a historia de pessoas que tiveram papel determinante para Senhor do Bonfim, desde a sua origem até os dias atuais. O projeto foi muito bem recebido pela população que mesmo com tempo frio lotou a Praça Nova do Congresso e pode acompanhar um desfile histórico, que retratou com exatidão valores e memórias socioculturais que traduzem o sentido de ser bonfinense.

A secretária de educação abriu seu discurso com um poema de Bráulio de Abreu, que tem por titulo “Vida e Sonhos” quando diz: Eu quero a vida com sonhos, eu quero os sonhos com vida. Ressaltou que o dia 28 de maio foi a realização de um sonho através do resgate do patrimônio histórico, cultural e imaterial do município de Senhor do Bonfim com o tema: Bonfim “Um museu de grandes novidades”. No contexto de resgate de patrimônio ressaltou que cada homem e cada mulher desta terra tenha responsabilidade de ser um ponto de referencia para gerações futuras. Nesse contexto o prefeito Carlos Brasileiro é uma referencia no sentido de ser o homem, o político, que moralizou as contas publicas do município. “Agradeço a todos que contribuíram para que esse dia fosse inesquecível.Foi um espetáculo que de fato e de direito ressaltou a beleza e o sentido de Ser Bonfinense” finalizou.

O desfile iniciou com prefeito Carlos Alberto Lopes Brasileiro fazendo a tradicional passagem solene em revista às tropas da Policia Militar. Logo em seguida ao som da Filarmônica União dos Ferroviários Bonfinenses ocorreu o hasteamento das bandeiras do Brasil, Bahia e Senhor do Bonfim marcando a abertura oficial do desfile cívico. As corporações da Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Policia Rodoviária Federal abriram o desfile, sendo seguidos pelas escolas municipais.

Em seu discurso o prefeito Carlos Brasileiro parabenizou a todos os bonfinenses e externou a satisfação por estar participando de mais um aniversario da cidade por estar mais uma vez a frente da administração municipal. “Como é bom estar aqui mais uma vez comemorando o aniversario da nossa querida e amada terra como prefeito da nossa cidade. Como é bom saber como o povo de Senhor do Bonfim em sua grande maioria nunca perdeu a esperança de viver novos tempos de prosperidade. Aqui estamos no desfile comemorativo aos nossos 132 anos. Uma cidade que mesmo às vezes descomprometidas com a maioria do povo, perdeu espaço no cenário regional, estadual e nacional, mas nunca perdeu a esperança de que com braços fortes, mãos unidas e limpas pudessem reescrever a historia da nossa gente, para nós mesmos e para o restante do país. Gostaria de agradecer a todos os bonfinenses de todas as categorias trabalhadoras, de todos os níveis sociais e econômicos. Por que sabemos que uma cidade é construída por todos nós não apenas por um grupo de pessoas”, finalizou.

Os alunos das escolas municipais mergulharam na historia do município e durante o desfile oportunizaram a comunidade bonfinense em ter o contato direto com os bens culturais, englobando os patrimônios materiais e imateriais. Desta forma grandes personalidades foram homenageadas, locais e instituições que contribuíram de maneira significativa para o desenvolvimento do município foram lembrados, valorizando herança cultural por meio de apresentações teatrais, números musicais, museu a céu aberto com exposições de antiguidades e apresentação de maquetes, contação de histórias que retratem vultos e acontecimentos da nossa comunidade, dentre outros.

Um dos momentos marcantes do desfile aconteceu já no final com a passagem dos espadeiros de Senhor do Bonfim, com gritos de “Ééééé espadeiro” e “Tradição não é crime” os adeptos da tradicional guerra de espadas realizada no dia 23 de junho deixaram aflorar sua indignação pela forma como a tradição vem sendo perseguida nos últimos anos. Esse ano os espadeiros obtiveram uma grande alegria quando os vereadores aprovaram por unanimidade um projeto que visa transformar a tradicional guerra de espadas, em patrimônio cultural da cidade. Atividade é considerada ilegal, mas os vereadores se comprometeram em se reunir com Exército, Polícia Civil e MP para tentar legalizar prática.

Prestigiaram o desfile: o vice-prefeito, Zé Antônio, o deputado estadual Roberto Carlos, secretários de Governo, autoridades militares, civis e religiosas, alem de representantes de entidades educacionais como: UNEB, UNIVAF, Sacramentinas, entre outros.

VEJA TAMBÉM

Governo confirma local para a implantação provisória do IML

O secretário da Segurança Pública da Bahia, Mauricio Barbosa, confirmou em entrevista para Assessoria de Comun...

leia mais...

Prefeito visita terreno onde será construída a Policlínica Regional de Bonfim

Em uma área de cerca de 10 mil m2, a policlínica oferecerá consultas, exames e procedimentos.

leia mais...

Processo Administrativo – Decisão (Concurso)

Anuindo à diretriz trilhada no criterioso Relatório Final exarado pela Comissão Especial Processante, cujos te...

leia mais...

Prefeitura de Senhor do Bonfim inicia obras no Cemitério São Lázaro

As obras devem custar R$ 132 mil e estão sendo feitas com recursos próprios.

leia mais...

Governador confirma instalação da Policlínica em Bonfim e Jacobina

Na policlínica, a população dos municípios participantes terá acesso a consultas especializadas gratuitas....

leia mais...

Senhor do Bonfim só terá o sinal analógico desligado em 2023

O cronograma de desligamento da TV analógica acontece de forma paulatina até o ano de 2023.

leia mais...